Bárbara Lissa e Maria Vaz trabalham em dupla desde 2017, com o duo PAISAGENS MÓVEIS. Ambas possuem mestrado em Artes pela UFMG e trajetória nas Letras (UFMG) e nas Artes Visuais (Guignard/UEMG). Tratam da relação entre a memória e esquecimento, a partir das ficções poéticas, dentro do universo pessoal e coletivo, tendo grande parte de seus trabalhos tratando de questões ambientais. Desenvolvem seus projetos por meio da fotografia, através de experimentações entre imagem e palavra, analógico e digital e apropriação de imagens de arquivo. 

20191222_140841-2.jpg
WhatsApp Image 2020-10-22 at 14.55.38.jp

Em 2021 publicaram o fotolivro "Três Momentos de um Rio", com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte e, no mesmo ano, foram selecionadas pelo Prêmio Pierre Verger, em Salvador. Em 2022 participaram da exposição coletiva "Cosmopolíticas" (com itinerância em Tiradentes - Festival Foto em Pauta e Belo Horizonte - Fundação Clóvis Salgado) e da exposição "Terrarium"  - Fest Foto, em Porto Alegre. São membras da plataforma Mulheres Luz e Women Photograph e atuam com pesquisa e produção editorial na plataforma ARCHIVO, Portugal- Londres

  • Instagram
Contate-nos

Obrigada!